«THE LAST CHILD IN THE FOREST»

Texto enviado pela Elisabeth Anema, membro do CrieMontado:

Richard Louve é jornalista e autor do livro: The Last Child In The Forest (a última criança na floresta) e fundador da rede Children and Nature Network que tem por objectivo colocar as crianças novamente em contacto com a natureza.

Richard Louve diz que o contacto com a natureza é essencial para o ser humano e ele defende que muitos problemas da sociedade actual, e especialmente das crianças, estão relacionados com a nossa alienação da natureza. Não é numa “Playstation” que aprendemos a relacionar-nos com o que nos rodeia. O autor tem por missão trazer a natureza de volta aos corações das pessoas e especialmente das crianças. Neste livro, ele demonstra que o contacto directo com a natureza tem uma importância essencial para o desenvolvimento físico e mental da criança e que o abismo crescente entre as crianças e a natureza tem consequências ao nível sociológico, psicológico e espíritual.
Neste seu livro, ele introduz o conceito de “desordem por falta da natureza” para mostrar o preço que o ser humano paga pela sua alienação da natureza, nomeadamente a falta de concentração e uso diminuído dos sentidos.

Cada vez mais, os investigadores chegam à conclusão que o desaparecimento da natureza das nossas vidas isola-nos duma área fundamental da vida.
Quanto mais nos alienamos da natureza, mais perdemos o nossa “habitat natural”. Para as crianças isto significa a perda de admiração e sentido de vida.
É muito importante experimentar o nosso ecossistema uma vez que não é fruto de intervenção humana, ao contrário da tecnologia que é um código criado pelo homem.
A floresta é diferente: apesar de ter sido plantada pelo homem, não somos responsáveis pela complexidade e diversidade daquilo que nela vive.

Grande parte de sociedade está focada em desligar os sentidos, por exemplo; em frente a um ecrã não estamos conscientes daquilo que se passa à nossa volta.
A natureza ensina-nos a utilizar todos os nossos sentidos e dessa maneira experimentamos a vida de forma mais completa. Isto causa uma sensação de interligação com as outras pessoas e todas as outras espécies na terra.

Estar no campo e na natureza é visto como uma opção dispensável, no máximo é engraçado, não é levado a sério, apesar da existência de muita investigação que demonstra que o contacto frequente com a natureza ou uma expêriencia numa quinta favorece o desenvolvimento da criança, aumenta a capacidade intelectual, reduz o stress e a obesidade e minimiza a inclinação a comportamentos desviantes, e ainda por cima é gratuito  .
A actual procura de sentido de vida tem a ver com a nossa alienação da natureza.
A natureza insondável, misteriosa e complexa leva-nos a uma atitude humilde e demonstra-nos a relatividade das coisas. Desta forma o descanso e o silêncio da natureza constituem um forte antídoto contra a pressão e ambição da nossa sociedade, em que queremos ter e fazer tudo.

http://www.cnaturenet.org

Anúncios

0 Responses to “«THE LAST CHILD IN THE FOREST»”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




tracker
Fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

PageRank


%d bloggers like this: